top of page

Olivas de Gramado recebeu a 12ª Abertura da Colheita da Olivas no RS


A cerimônia simbólica aconteceu na sexta-feira, 16 de fevereiro, no empreendimento da família Bertolucci.


Fotos: Sandro Seewald

Reconhecido como um dos pioneiros em olivoturismo no Brasil, o Olivas de Gramado foi palco na sexta-feira, 16 de fevereiro, da 12ª Abertura Oficial da Colheita da Oliva 2024. A cerimônia simbólica, realizada pelo Instituto Brasileiro de Olivicultura (Ibraoliva), em parceria com a Secretaria da Agricultura, Pecuária, Produção Sustentável e Irrigação (Seapi), Prefeitura de Gramado e com correalização do empreendimento da família Bertolucci, contou com a presença da imprensa, autoridades e produtores. 


A programação do evento contou com painéis sobre olivoturismo e sustentabilidade e  teve um momento de assinatura de um convênio entre o Ibraoliva e o Ministério da Agricultura e Pecuária para a fiscalização, pesquisa de qualidade e identidade de azeites comercializados de maneira virtual. 


André Bertolucci, sócio-proprietário do Olivas de Gramado e diretor de olivoturismo do Ibraoliva, se solidarizou com os produtores que tiveram perdas significativas nos olivais por conta das chuvas que atingiram o Estado em 2023. “É muito trabalho, é muito suor, muito sangue. Eu sei o que vocês [produtores] passam quando estão colhendo nos olivais e nos solidarizamos com os produtores que tiveram perdas em decorrência dos fenômenos climáticos do ano passado, mas a oliveira é uma árvore resiliente e ela vai nos dar força para uma excelente safra em 2025”. 


O empreendedor destacou ainda o olivoturismo como um nicho de mercado que agrega valor ao destino, mas que requer atenção especial. “É um investimento a longo prazo e requer muita dedicação, muito esforço, muito investimento, e esse retorno ele não vem de imediato. Um exemplo é a safra desse ano, onde muitos produtores tiveram uma redução significativa, aí entra o olivoturismo, como forma de complementar a venda exclusiva do azeite de oliva.


O presidente do Ibraoliva, Renato Fernandes, em sua fala, destacou a questão da bianualidade, os olivicultores também enfrentaram uma grande incidência de calor, de seca no início do ano de 2023, além de um inverno sem muitas horas de frio. “Nós teremos colheita, com redução de carga de fruta, que é uma redução importante, o que já era esperado pela sazonalidade. Nós temos sempre um ano com maior produção e no ano seguinte uma produção menor”. 


O governador Eduardo Leite, que durante o Carnaval plantou mudas de oliveiras na residência oficial da Serra Gaúcha, se posicionou alinhado aos olivicultores. “Vamos estar ao lado sempre do produtor, seja buscando viabilizar financiamentos adequados à infraestrutura necessária, seja cobrando e estimulando a fiscalização para que tenhamos a proteção à qualidade dessa produção e que ela seja, portanto, colocada nas prateleiras com a leal concorrência e não a desleal, onde o consumidor compra um azeite não condizente com a descrição do rótulo”, enfatizou. 


O Parque Olivas de Gramado funciona de quinta  a terça-feira, das 10h30 às 18h, e oferece diversas experiências aos visitantes: Tour Rural, Fazendinha, Olivais, Trilhas Autoguiadas, Bosque Encantado, Olivas Sunset, Boutique do Azeite, Degustação Sensorial Harmonizada de Azeite, Piquenique e Horta Orgânica. Além dessas opções, também é possível usufruir da Trattoria do parque e adquirir outras experiências com custo adicional como Bike Voadora, Scooters Elétricos,  Tour Vistas Exclusivas e Passeio a Cavalo.


38 visualizações

Comments


bottom of page